snter:

The Garden of Words

Clarice sabia: amar é um verbo sem passado. Uma vez tendo amado nunca mais se deixa de amar. Com inesperada segurança ela repetiu: que não existe o ter amado, nem o ter vivido. Amar e viver são verbos sem pretérito.

- Olhos nus: olhos, Mia Couto (via trechosdaliteratura)